Seguidores

18.12.07

Adorável Pecadorahp

Mais um filme em que a figura de mulher fatal é explorada fartamente por Marilyn Monroe. Aqui ela faz uma atriz de uma peça que satiriza alguns personagens, dentre os quais um milionário (uma espécie de Don Juan). Na verdade, a impressão que me dá, ao ver os filmes de Marilyn, é que ela realmente não é a atriz principal. Sua chegada sempre é esperada, sempre há a introdução dos outros personagens, mostra-se sentimentos, como vivem, mas quando chega a hora da loira, ela sempre surge como alguém sem passado, sem história, sem família, a bela que surge do nada, para mudar a vida de um pobre homem rico.
Não preciso dizer que ela está linda, realmente linda, principalmente nas partes musicais, em que dança sensualmente enquanto interpreta as músicas. Realmente ninguém fazia isso melhor que ela. E até hoje, realmente, não sei especificar se ela era uma boa atriz. Atriz de uma personagem só? Não sei.
Mais um atrativo do filme é o romance entre os protagonistas. Reza a lenda que a atração que surge nas telas passou para a vida real, e Marilyn e Yves Montand tiveram um tórrido romance, embora ela ainda estivesse casada com o escritor Arthur Miller (que anteriormente tinha acabado um casamento de mais de 15 anos para desposa-la). Assim que viu Marilyn, o ator francês Montand ficou fascinado, mas não tanto a ponto de largar sua esposa, Simone Signoret. O problema é que a loira achava que realmente teria alguma chance com ele, o que nunca se confirmou. Acabado o filme, ele retornou à sua esposa, que declarou que realmente entendia Marilyn: “se ela se apaixonou por meu marido, isto apenas prova que tem bom gosto. Eu o amo também. Ela nunca soube o quão bem eu a compreendia”.
Dizem que Marilyn chorava toda vez que via o final do filme, quando se casavam.
É uma boa pedida para quem quer conhecer um pouco a obra dela. Acho que a única protagonista que pouco aparece em cena. Vale também como retrato histórico. Acho gostoso ver o modo de vida daquela década, algumas modernidades que hoje em dia nos são tão antiquadas. Vejam.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails