Seguidores

18.12.07

Audrey Hepburnc

Audrey nasceu em maio de 1929, em Bruxelas, na Bélgica. Seu nome verdadeiro era Ella van Heemstra Hepburn Ruston. Desde pequena já tinha um porte de modelo. Seus pais eram riquíssimos (sua mãe era baronesa) e acabaram por se divorciar quando ela ainda era uma criança. Sua infância foi passada na Holanda, mas depois do divórcio dos pais, mudou-se para Londres. Sua família, de origem judia, teve muitos problemas durante a guerra, tendo que se refugiar. Seu meio irmão foi mandado para o campo de concentração. Ela sempre se lembrou dessa época, em que chegou a ficar desidratada e anêmica, por não terem o que comer. Disse certa vez: “foi há muito tempo e estou certa de que já passei por outros períodos mais difíceis na minha vida. O superficial não é importante, as experiências mais profundas é que me formaram. Basicamente, tudo que acontece na vida é essencial, mas o que conta é a experiência, as atitudes que sou capaz de tomar depois".Depois da guerra, começou a trabalhar como modelo, fazendo comerciais, e fazendo pontas em filmes na Grã-Bretanha. Fez Gigi na Broadway, da romancista francesa Colette. A partir daí ganhou o estrelato.
Tinha um curioso sotaque anglo-europeu, e não era o tipo que poderia ser considerado como ideal: era magra, tinha pés enormes, mas tinha classe. E muita.
Em 1953, fez “A princesa e o plebeu”, com Gregory Peck, filme que lhe rendeu um Oscar. . no ano seguinte fez Sabrina, onde contracenou com William Holden e Humphrey Bogart. Foi nesse ano que conheceu seu primeiro marido, o ator Mel Ferrer (com quem teve um filho, Sean).
Suas roupas, no clássico"Bonequinha de Luxo", de 1961, tornaram-se exemplo de sofisticação clássica, com seus vestidos pretos e formas limpas, feitos pelo estilista Givenchy. Retornou às telas, após um período afastada, em “Robin e Marian”, de 1976. Nesse filme interpretou Marian, a companheira de Robin Hood, que roubava dos ricos para dar aos pobres.
1968 foi ano do seu casamento com o médico Andréa Dotti, com quem teve o segundo filho, Luca. Seu terceiro companheiro foi Robert Wolders, com quem viveu até falecer.
Audrey concorreu 5 vezes à estatuera. Em 1988 tornou-se embaixadora da UNICEF, dedicando-se às questões humanitárias. Pouco tempo depois, descobriu-se com um câncer de colo, que acabou por tirar-lhe a vida, em 1993.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails