Seguidores

26.12.07

Billy Elliot

Eu assisto a muitos filmes. Bons, ruins, comédias, musicais, dramas, romances. Muitos. Não tenho muita pretensão ao ver um. Não assisto cada cena em busca de um detalhe que possa manchar a interpretação, ou uma falha. Assisto muitos filmes pela metade também. O sono bate (e ele é essencial para mim) e não importa de quem seja, durmo mesmo. Cinema para mim é prazer.

Ontem eu vi "Billy Elliot", um filme que já passou milhares de vezes na A&E, e que algumas dessas eu vi pedaços. Mas como não estava com sono, nem com fome, vi até o final. E, puxa. Como me emocionei. Não sou de me emocionar em filmes, mesmo os que eu amo, e que me arrepiam, poucos me fazem chorar. Esse fez. Conta a história de um menino de 11 anos, que vive numa cidade do interior da Inglaterra, de família pobre. Seu pai e seu irmão são sindicalistas e extremamente machões. Billy faz boxe, para agradar ao pai, mas ao ver uma aula de balé, apaixona-se pela dança. E a sua maior luta não é contra seu pai, ou contra as pessoas que o discriminam, a sua verdadeira luta é para assumir a si próprio. E ir em busca de seu sonho. Quando chorei? Quando seu pai entende isso. E quando ele (o pai) abre mão de seus próprios ideais para que Billy conquiste o seu.

Enfim, um filme para ver e refletir sobre nossa vida mesmo.

Título Original: Billy Elliot
País de Origem: Reino Unido/ França
Ano:
2000
Duração: 110 min
Diretor: Stephen Daldry
Elenco: Julie Walters, Jamie Bell, Jamie Draven, Gary Lewis, Jean Heywood, Stuart Wells, Mike Elliot


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails