Seguidores

18.12.07

Curiosidades sobre Chaplin

Chaplin nasceu em Londres, em 1889 e morreu em Vevey, Suiça, no natal de 1977. Aqui vão algumas curiosidades acerca de sua vida.
Chaplin era metade romani (cigana), metade judeu. Hannah, sua mãe, além dele e do irmão Sidney, teve ainda um terceiro filho: George Dryden, que foi tomado por seu pai quando tinha 6 meses. Ele chegou a trabalhar com Chaplin.Hannah enlouqueceu por causa da fome. Quando ela foi internada, Charles e seu irmão Sidney foram viver com Charles Chaplin (pai) e sua então esposa. Sofreram muito porque eles bebiam. Seu pai morreu de cirrose hepática, pobre, esquecido (ele era cantor do music hall), deixando nos bolsos das calças somente duas laranjas.
Nos tempos de fome, houve um tempo em que ele, seu irmão mais velho e sua mãe sobreviviam de um único prato de sopa, distribuído pela igreja. Suas roupas eram remendos dos velhos vestidos do teatro, de sua mãe. Na rua eram zombados por isso.
Antes da fama, Charlie foi ajudante de fábrica de vidro, balconista de loja, ajudante de barbeiro, assistente gráfico, jornaleiro, empregado doméstico. Seu primeiro papel no teatro foi em "Jim, um romance em cockayne" e o segundo em "Sherlock Holmes", no papel de Billy. Tinha 14 anos, mas podia se passar facilmente por uma criança de dez.
Sidney foi quem o apresentou a Fred Karno, o maior produtor de teatro de variedades da época. Em 1909, Sid já era um dos principais atores da trupe. Chaplin fez muito sucesso no papel de um bêbado embriagado, em "Mumming birds" (pássaros silenciosos). Ele dizia que a graça do bêbado vinha da luta deste em provar que estava sóbrio. Stan Laurel, o magro da dupla "O gordo e o magro" foi companheiro de Chaplin na trupe.

Sua primeira grande paixão foi por uma bela atriz da trupe de Karno, Marie Doro, que o considerava uma criança. Hetty Kelly, uma dançarina de 15 anos, foi a primeira paixão real. Em certos momentos, Chas tinha uma ânsia em saber tudo: comprava então livros e mais livros dos mais diversos assuntos, para tão logo esquecê-los. Também tinha o hábito de decorar algumas palavras que usaria nas festas, para ter sempre um assunto a tratar, já que às vezes era muito tímido.

Num período rebelde de sua vida, enquanto namorava uma garota viciada, fumou maconha e cheirou cocaína. Uma semana depois, enjoado de tudo, namorada e drogas, terminou tudo. Quanto à bebida, detestava-a, já que a ligava à morte do pai.

Seu maior sonho, no início, era juntar bastante dinheiro e comprar uma fazenda de porcos, desta forma se aposentando. No início ele pensou também que poderia se tornar uma espécie de ator dramático. Via-se interpretando Hamlet ou Romeu. "Você pode imaginar o que senti quando me disseram que o meu primeiro personagem seria um homem manco, com dor nas costas, tentando carregar um balde de carvão na cabeça enquanto subia uma escada de mão cheia de graxa?", disse.
No início da carreira no cinema, os outros atores chamavam-no de "pato esquisito", por seu jeito diferente e tímido. Seu emprego também estava ameaçado, já que não se destacava de jeito nenhum. Ele entrou em pânico. Após um mês de contrato, Sennett já estava arrependido de ter contratado o inglesinho. Foi aí que surgiu o "the bond", chapéu, colete pequeno e um bigode para parecer mais velho.

Para se acalmar, antes das filmagens, sapateava enquanto falava para si mesmo "preciso me soltar, ânimo!". Em 1916, seu rosto já estampava bonecos, livros e músicas eram feitas para ele. Só ele não sabia. Indo a Nova York ficou chocado com a grande recepção. Na verdade, a indústria do cinema começava a criar ídolos e Chaplin foi um dos primeiros. Percebeu que podia ganhar dinheiro com isso. Até os 32 anos já tinha feito mais de 72 filmes. Em 1916 já ganhava mais que o presidente da república.

No próximo capítulo, seus amores e confusões. Té mais.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails