Seguidores

18.12.07

Douglas Fairbanks

Douglas Fairbanks nasceu em maio de 1883 no Colorado. Durante anos, encarnou um tipo de herói americano, que defendia a justiça e aniquilava os malvados. Enfim, um homem com quem toda mocinha americana gostaria de casar. Ninguém trouxe tanta alegria ao público quanto ele, com seu sorriso jovial e presença agradável.
Sua carreira teve início na Broadway. Lá foi descoberto por D. W. Griffth, que o levou para trabalhar na Triangle Films. Debutou no cinema em 1916, no filme “His picture in the papers”. Depois disso não parou mais, estrelando em filmes como "American Aristocracy" (1916), "Wild and Wooly" (1917) o "Reaching for the moon"(1917). Em 1917 já era uma celebridade.
Fazia parte do grupo seleto de amigos de Chaplin, com quem se junta em 1919 (juntamente com Mary Pickford e Griffth) na fundação da United Artists. No ano seguinte estrearia “A marca do zorro”, em que foi dirigido por Fred Niblo.
Na vida particular, era estremamente mulherengo. Ainda casado com sua primeira esposa, manteve durante algum tempo um romance (oculto?) com Mary Pickford, a namoradinha da América, com quem veio a casar posteriormente. O casal foi um dos mais famosos do mundo artístico, já que tratava-se da união de dois dos maiores mitos do cinema. Davam festas magníficas na Pickfair (nome da residência oficial dos dois). Depois da separação de Mary, casou-se ainda mais uma vez, com Lady Sylvia Ashley.
Douglas não conseguiu realmente ultrapassar a barreira do filme sonoro. Seu último filme foi The private life of Dom Juan, de 1934. Seu filho, Douglas Fairbanks Jr seguiu a carreira cinematográfica do pai, seguindo o mesmo estilo de filmes.
Douglas faleceu em 1939, de ataque cardíaco. Tinha apenas 56 anos.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails