Seguidores

18.12.07

Harold Lloyd

Década de 20. A representação do almofadinha americano entra em cena. Ele, juntamente com Charles Chaplin e Buster Keaton, forma a tríade do que há de melhor na entre os cômicos produzidos pelo cinema mudo. Sua personagem era um homem elegante, bem vestido, nada patético. Ele era o americano esperto, que conseguia vencer todas as dificuldades.
Lloyd nasceu Harold Clayton em 20 de abril de 1893, nos Estados Unidos. Desde criança ele gostava de teatro, tendo trabalhado como ajudante em um. E foi fazendo amizade com os atores que ele entrou para o ramo. Em 1907 ele fazia sua primeira peça, “Tess of the D’Urbevilles”. Estudou arte dramática na Escola de arte dramática de San Diego. Depois de interpretar várias obras, chegou à conclusão que o que ele gostava de fazer mesmo era comédia.
Seu primeiro filme veio em 1912, ainda como figurante. Em 1914 foi contratado para fazer um personagem que se chamava Willie Work. Depois disso Mack Sennett chegou a contrata-lo, mas o resultado foi tão ruim que ele foi demitido logo em seguida. Ele voltou para o seu emprego anterior e interpretou uma personagem que lembrava muito o vagabundo de Chaplin.
Mas o sucesso veio mesmo com o almofadinha esperto: Lloyd incorporou os óculos, o chapéu de pallha e o colete alinhado. Nas suas cenas, ele dispensava os dublês e fazia ele mesmo as mais perigosas. Inclusive, durante as filmagens de “Safety Last” (1923) , ele ficou pendurado nos ponterios de um relógio no alto de um prédio (de muitos andares). Além disso já havia perdido um dedo numa cena de explosão de um filme anterior.
Com o advento do cinema mudo, sua popularidade foi diminuindo e Lloyd acabou por se aposentar. Rico. Muito rico.
Casou-se em 1923 com a também atriz Mildred Davis, tendo com ela dois filhos.
Viveu tranqüilamente até sua morte em 1971.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails