Seguidores

26.12.07

The Harvey girls - Garçonetes de Harvey

Susan (Garland) é uma jovem sonhadora, que abandona seu lar indo ao encontro de um homem que conhece apenas através de cartas. No trem conhece as garçonetes de Harvey, que estão de mudança para o velho Oeste, com o intuito de civiliza-los. Quando chegam à cidade, Susan decepciona-se ao descobrir que foi vítima de uma brincadeira, e que o seu suposto noivo é apenas um caipira. Na verdade, as cartas haviam sido escritas por Ned Trend (Hodiak), o dono do Saloon. Susan torna-se uma das garçonetes e a briga entre elas e as garotas do Saloon é acirrada.

Elas, com o tempo conseguem mostrar ao povo da cidade os benefícios de uma diversão sadia. Ned, o dono do Saloon acaba por também se apaixonar por Susan.

Elenco

Judy Garland, John Hodiak, Ray Bolger, Preston Foster, Virginia O'Brien, Angela Lansbury, Marjorie Main, Chill Wills, outors.

Notas

* Esse foi o segundo musical de Garland ambientado no passado americano. Um dos primeiros em que se vê a artista principal dividindo os musicais com outros astros, em duetos, trios e grupos.

* A primeira cena em que ela surge, é puro sonho, com uma Susan apaixonada e cantando “The Valley the Evening Sun Goes Down”.

* Outro ponto alto é a música “It’s a Great Big World”, cantado por Garland, O’Brien e Charisse, enquanto dançam de camisola.

* As filmagens iniciaram em 12 de janeiro e terminaram depois do prazo, em 5 de junho. Isso por conta das constantes faltas de Judy, e aos seus ataques de pânico, que a faziam abandonar os sets sem um motivo aparente.

* O resultado disso tudo, foi que algumas cenas tiveram que ser feitas sem Judy, usando-se uma modelo que ficava de costas enquanto John Hodiak aparece em close.

* Ao se defender dos constantes atrasos e faltas neste filme, Judy falou, certa vez: “Eu estava uma pilha de nervos por dormir tão pouco. Eu não estava em condições de suportar a tensão do estúdio. O estúdio tornara-se uma casa assombrada. Eu fazia tudo para não gritar cada vez que um diretor olhava pra mim”.

Críticas

“Garland interpreta de forma agradável.” (New York Times)

“A senhorita Garland não está tão desinibida quanto em Agora seremos felizes, mas mesmo assim ela parece ter se divertido bastante nas filmagens”. (Time)

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails