Seguidores

18.12.07

Irmãos Marx

Malucos, excêntricos, escandalosos, maliciosos. Esses são apenas alguns dos mais variados adjetivos que caracterizam os Irmãos Marx. Nascidos em Nova York, filhos de um alfaiate judeu, os Marx fizeram da anarquia sua arte. Eram três: Chico (1886-1961), Zeppo (1901-1979), Harpo (1880-1964) e o líder Groucho (1890-1977).
Incentivados pela mãe (Minna Schoenberg), desde muito cedo eles começaram a fazer teatro de variedades, criando um número de comédia. Depois de um tempo foram contratados pela Paramount. Lá fizeram filmes como “The cocoanuts” (1929) e “Os galhofeiros” (1930), além de “Monkey Business” (1931) e “O diabo a quatro” (1933).
Cada um tinha uma característica que tornavam o grupo mais interessante: Groucho sabia o que falar em qualquer hora, Harpo tocava harpa e era ótimo na mímica, Chico tinha um intrigante sotaque italiano e era pianista e Zeppo fazia a frente como o certinho da trupe.
Foram contratados pela MGM começaram a trabalhar com Margaret Dumont, formando um contraste em tanto. O filme de maior sucesso para eles foi “Uma noite na ópera” de 1935. O último filme foi “Loucos de amor”, de 1949. Depois disso o grupo se separou e apenas Groucho continuou no cinema, até se aposentar em 1968 com o filme “Skidoo”.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails