Seguidores

18.12.07

Marlene Dietrich: O anjo azul

Marie Magdalena Dietrich nasceu filha de um militar prussiano, em dezembro de 1901, numa cidade próxima a Berlin. Desde que era adolescente ela estudou canto e música. Daí começou a trabalhar em cabarés. Reza a lenda que ela era bi, e que mantinha casos amorosos com pessoas de ambos os sexos, mas é fato que em 1924 casou-se com Rudolph Sieber, com quem teve uma filha. Romperam em 1929, mas jamais se divorciaram.

Ela teve aulas de interpretação com Max Reinhardt, estreando em “Der Kleine Napoleon”, de 1923.
Já representava há algum tempo, quando foi descoberta por Sternberg (de quem também foi amante), na grande interpretação da sedutora Lola Loa de Anjo Azul. Converteu-se em mulher fatal. Depois desse filme, foi contratada peã Paramount e conseguiu um alto salário. Seus filmes tornavam-se cada vez mais extravagantes e as tramas também até certo ponto absurdas, como “Marrocos” de 1930, “Desonrada” de 1931, “O expresso de Shangai” e “A Vênus loira”, de 1932.

Greta Garbo era considerada uma rival, na verdade, Hollywood precisava disso, e promovia esse marketing de rivais. A partir dos anos 30 ela começou a enfrentar problemas na carreira, pois era anti-nazista e recusou os altos cachês que Hitler lhe oferecia. Por isso, seus filmes foram banidos da Alemanha. No entanto, percorreu campos de batalha cantando para as tropas americanas. Nos anos 50 ela somou os cabarés ao seu arsenal e fez fortuna.
Marlene Dietrich teve a vida rodeada de mitos e mentiras a seu respeito. Era famosa a sua forma de, digamos, expressar-se quando se interessava por alguém, fosse ela homem ou mulher, indo direto ao ponto.
Os últimos anos de vida de Marlene foi em Paris, onde faleceu com 90 anos de idade. Escreveu seu nome no livro dos mitos.

Para navegar:
http://www.bombshells.com/gallery/dietrich
http://www.marlene.com/
http://home.snafu.de/fright.night/marlene-dietrich

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails