Seguidores

27.12.07

MGM

Um estúdio com mais estrelas que o céu! Era esse o marketing de uma dos maiores estúdios já criados em Hollywood, chegando a lançar um filme por semana! Para muitos, o leãozinho rugindo três vezes antes do filme, era garantia de bom filme.
A MGM surgiu da junção de 3 estúdios, em 1924: Metro Picture Corporation, Goldwyn Picture corporation e Louis B. Mayer Pictures. Com a união, Louis B. Mayer tornou-se o chefe absoluto e Irving Thalberg foi chamado para ser o chefe de produção. Os dois não eram necessariamente amigos. Aliás, odiavam-se cordialmente. Mas, juntos, conseguiram fazer crescer a cia. Em 1932, Irving thalberg saiu, e David Selznick, afilhado de Mayer assumiu o cargo.O sucesso começou com Ben-Hur, produção herdada da Goldwyn, que, embora desacreditada, acabou sendo o primeiro grande sucesso da MGM. Após o início, os Estúdios investiram em glamour, chamando e criando os astros das multidões (Jean Harlow, Greta Garbo, Norma Shearer, Joan Crawford, Clark Gable), comediantes (Buster Keaton) e, aproveitando o mote do cinema falado, surgiu um grande mote, que eram os musicais (tendo Jeanette MacDonald como sua primeira grande estrela).
A MGM criou uma imagem da América, que ainda hoje vemos nos cinemas, de um país patriótico, familiar, com pessoas felizes e, na medida do possível, perfeitas. O próprio Mayer fazia questão de ser um perfeito exemplo: posando de bom pai, quando na verdade tinha algo de egomaníaco e implacável quanto as resoluções. O final dos anos 30 até 50 trouxeram a onda dos grandes musicais, e grandes estrelas foram descobertas, como Judy Garland, Frank Sinatra e Gene Kelly. Eram filmes caríssimos e demorados (graças aos ensaios, cantores, dançarinos, figurinos, cenários especiais...), mas como trouxeram lucros! Mas, com a diminuição desses, os musicais foram aposentados. E muitos dos seus atores também.
10 anos após a morte de Mayer, em 1967, Edgar Bronfman comprou a MGM, para logo em seguida vende-la para Kirk Kerkorian. A magia foi sendo substituída pela praticidade. Era o fim da época de ouro do cinema, com filmes de baixos orçamentos e atores com pouco ou nenhum glamour. Que persiste ainda hoje, após altos e baixos.
Informções importantes:Do emblema: criado em 1928, tinha a frase “Ars Gratia Artis” (Arte pelo amor da arte), e o leão utilizado nasceu na Irlanda. O símbolo anterior da Metro era um papagaio.- Mayer contratou uma atriz estreante e ficou sem saber o que fazer com ela. Até que, ela substituiu Norma Shearer e o sucesso foi absoluto: Greta Garbo;- Nos anos 80 houve uma fusão com a United Artists. A marca MGM pertence atualmente à Sony

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails