Seguidores

27.12.07

O dia em que um funeral parou Hollywood

Em 1958 milhares de pessoas gritavam histéricas a cada chegada de astro. E não foram poucos: Henry Fonda, Natalie Wood, Marion Davies, Yuol Brynner, Anne Baxter, Gregory Peck, dentre outros. Mas eles não chegavam para um espetáculo ou uma premiação. Iam para o funeral de Tyrone Power, que falecera tão subitamente quanto seu próprio pai, ainda jovem. Durante as filmagens de O Homem miraculoso ele caiu morto, vítima de um ataque do coração. E seis dias de funeral não foram suficientes para toda a histeria.

Tyrone Power nasceu em Ohio, EUA, filho de atores. Do final da década de 30 até 1958 (ano de sua morte) ele era considerado um dos astros de maior sex apeal. Ele casou-se três vezes, e se envolveu com diversas atrizes, porém, a fama de ser gay o seguiu por toda a vida. Sua estréia foi nos palcos, em 1031, e em 1936 chegou aos cinemas, ganhando o título de Rei das bilheterias de 1939, juntamente com Clark Gable. Na década de 40 ele serviu a Marinha Americana.

Naquele dia, no Hollywood Park Hotel, as pessoas estavam tão loucas para ver e tocar os astros que chegavam, que mal se podia andar. E amigos e família do ator, tinham dificuldade até mesmo de se despedir do ente. Era só se acalmar, que lá vinha outro “OH, é Marion Davies!!” ou outro astro qualquer. Loreta Young, para piorar a situação, chegou fantasiada de japonesa (disse que tinha saído correndo das filmagens, para não perder o momento. Sei não...).
Burburinhos sobre a conhecida (e comentada) homossexualidade de Tyrone surgiram durante o velório, quando César Romero (homossexual assumido e grande amigo de Tyrone) foi escolhido para fazer uma oração.
Enfim, Power teve em sua morte uma quase repetição da vida: da época em que as mulheres histéricas, invadiam e rasgavam suas roupas.

Um comentário:

Roderick Verden disse...

Cara Carla, desculpe por bater tanto nessa tecla, mas, há poucos anos atrás, vi, num canal de TV Paga, a biografia de César Romero. Foi falado dos rumores que Tyrone e Romero tinham um caso, contudo, o segundo jamais assumiu que era gay. Inclusive, na matéria diz que logo após a morte da irmã se arrependeu de nunca ter se casado. É bem estranho mesmo ele nunca ter se casado e nem ter se envolvido em escandulos com mulheres. É possível que Cesar Romero tenha sido gay, mas assumido...

Related Posts with Thumbnails