Seguidores

27.12.07

Pandora's Box - A caixa da Pandora

Impossível hoje imaginar outra atriz que não Louise Brooks, para essa personagem. Mistura de anjo e demônio, mulher que luta, mas que luta pelos motivos vãos. A caixa de Pandora foi realizado em 1929. Esse filme esteve proibido durante vários anos, devido ao forte apelo sexual e quando foi liberado, tinha muitos cortes.
Lulu é amante de um rico dono de jornal, Dr. Schön (Fritz Kortner). Este anuncia que vai se casar, pois não pode mais ser visto ao lado de uma mulher vista como de “caráter duvidoso”. Louise lhe afirma que só morta ela o abandonará. Alwa (Franz Lederer), filho do seu ex-amante, apaixonado por Lulu, convence o pai a coloca-la em um espetáculo, mas ocorre um incidente, quando ela vê Schon chegar com sua futura esposa. Os dois acabam sendo flagrados aos beijos pela moça, que desiste do casamento. (Detalhe para a cena do flagra, que é uma das cenas mais sensuais do cinema, de todos os tempos. O olhar de Lulu diz tudo!).
Temendo o falatório geral, decide casar-se com Louise, por quem, no fundo, está apaixonado. Durante o casamento, Schon tem uma forte crise de ciúmes, e acaba apontando uma arma para Lulu, tentando induzi-la ao suicídio. Durante a briga, a arma dispara acidentalmente, e ele morre aos seus pés. Condenada, ela consegue fugir durante uma confusão na côrte, com a ajuda de Schigolch (Carl Goetz), velho amoral e Alwa.
Fugindo da polícia, Lulu passa por maus momentos, pois todos parecem somente querer explora-la. Vai trabalhar em uma casa de jogos, em que tudo o que ganha vai para os bolsos de seus exploradores. Alwa entrega-se às bebidas e aos jogos. O dono da Casa de Jogos a vende e ela decide fugir. Consegue, mas passa fome. Para salvar-se só lhe resta a prostituição. E seu primeiro e único cliente é Jack, o Estripador.

Diretor: Georg Wilhelm Pabst
Elenco: Louise Brooks, Fritz Kortner, Franz Lederer, Carl Götz, kraff Rasching, Gustav Diessl, Alice Roberts, Michael von Newlinsky. Produção: Seymour Nebenzal Roteiro: Ladislaus Wajda, Joseph Fleisler, Georg Wilhelm Pabst
Fotografia: Günther Krampf Trilha Sonora : Timothy Brock Duração: 100 min. Ano: 1929 País: Alemanha Gênero: Drama Cor: P&B Distribuidora: Cult & Classic Vídeo Estúdio: Nero-Film AG

Um comentário:

Roderick Verden disse...

A vida é uma caixa de Pandora!

Related Posts with Thumbnails