Seguidores

29.9.08

Génio de Harold Lloyd em caixa de dez discos


Se é hoje geralmente aceite que o actor e realizador americano Harold Lloyd é, juntamente com Charlie Chaplin e Buster Keaton, um dos três grandes génios da comédia burlesca do tempo do mudo, é também verdade que o autor de Safety Last! permaneceu subvalorizado durante bastante tempo. Os seus filmes estiveram também sem ser vistos durante algumas décadas, porque o próprio Lloyd, detentor de todos os direitos sobre eles, não permitiu a sua exibição pública após se ter reformado milionário, em 1948.Só após a saída, nos anos 60, de duas compilações cuidadosamente supervisionadas por Harold Lloyd, uma das quais foi estreada no Festival de Cannes de 1962, é que o interesse pela sua obra voltou a ser despertado.


E o homem do "palhinhas" e dos óculos, que na sua época era mais prolífero, mais popular e mais lucrativo do que o seu colega Chaplin, foi festejado como um dos nomes de topo da história da comédia silenciosa.A Universal acaba de lançar uma caixa com dez discos, Harold Lloyd - A Colecção Definitiva, uma exaustiva selecção da extensa produção de Lloyd, que, entre curtas e longas-metragens, rondou os 200 títulos, e através da qual ele impôs a primeira personagem genuinamente americana da história da comédia de Holly-wood. O rapaz caixa-de-óculos da classe média, ingénuo, optimista, voluntarioso e sempre sorridente, que personificou os EUA dos prósperos e agitados anos 20, e se metia em toda a sorte de situações perigosas.


O último dos dez discos desta caixa está reservado para os extras, que são pura e simplesmente exaustivos, embora algo desarrumados. É também de estranhar a discrepância entre os extras tal como são aqui apresentados pelo crítico e historiador do cinema Leonard Maltin, e os que o disco contém, não coincidindo na quase totalidade com o anunciado.Isto poderá dever-se ao facto de a edição americana correspondente a esta ter sete discos em vez de dez, e de os extras não serem os mesmos. Embora a apresentação de Maltin tenha sido mantida, o que resulta desconcertante e enganador. Mas a riqueza e a variedade dos extras de Harold Lloyd - A Colecção Definitiva é tal, que faz esquecer tudo.


Eles incluem desde home movies até uma cronologia narrativa feita por Maltin, não esquecendo o documentário Memórias, Segredos e Piadas, no qual Richard Correll e David Nowell contam como conseguiram convencer Harold Lloyd a abrir os cofres onde este guardava os seus filmes, e ajudaram a catalogá-los, restaurá-los e mostrá-los de novo ao público, voltando a trazer assim o génio do cómico para a luz do dia, e para o escuro dos cinemas.


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails