Seguidores

18.1.09

Al Pacino de A a Z




Apelido - Na infância, familiares e amigos o chamavam carinhosamente de Sonny. O apelido chegou a ser cogitado por Al Pacino no início da carreira (Sonny Scott) para substituir seu nome italiano.


Barganha - Aceitou participar de O Poderoso Chefão 3 (1990) por US$ 5 milhões, depois de ter pedido US$ 7 milhões e o diretor Coppola ter ameaçado escrever um novo roteiro para o filme, abrindo com o funeral de Don Michael Corleone, seu personagem na trama.


Corleone - Pode ser mera coincidência, mas seu personagem Don Michael Corleone, de O Poderoso Chefão, tem o mesmo sobrenome da terra natal de seus avós, que vieram de Corleone, na Sicília, Itália.


Descendência - É um dos poucos astros de Hollywood que nunca se casou. Apesar disso, tem três filhos: Julie Marie, do seu relacionamento com a professora de teatro Jan Tarrant, e os gêmeos Anton e Olívia, com Beverly D’Angelo.



Estrela - Ganhou uma estrela na Calçada da Fama, em Hollywood, em 16 de outubro de 1997, em reconhecimento ao seu trabalho.


Fogo - Em entrevista à Playboy americana, o astro confessou que causou um pequeno incêndio no teatro para o qual trabalhava como lanterninha, enquanto descia as escadas e se admirava no espelho.


Guerra - Quando Francis Ford Coppola pediu que Al Pacino fosse o Capitão Willard, de Apocalypse Now (1979), Pacino educadamente recusou, dizendo que não faria nada de Coppola naquele momento e não gostaria de travar uma guerra com ele.


Honorários - Em 2002, seu salário estava na faixa de US$ 10 milhões por filme.


Identidade - Alfredo James Pacino nasceu em 25 de abril de 1940, no Bronx, Nova York. É filho do corretor Salvatore Pacino e de Rose, que morreu quando ele tinha 22 anos. Tem quatro irmãs: a professora Josette, as gêmeas Roberta e Paula, e Desiree, sua irmã mais nova que o pai de Pacino adotou ao casar pela quarta vez.



Julie - Sim! O astro tem uma atriz favorita entre suas colegas de profissão. É a indiana Julie Christie (a Madame Rosmerta de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban) que Al Pacino chamou de "a mais poética de todas as atrizes".


Laughton - Tem uma produtora chamada Chal Productions. O "Ch" é uma homenagem ao produtor, roteirista, diretor e ator inglês Charles Laughton e o "Al" é de Al Pacino mesmo.







Número - Suas performances como Sonny Wortzik, em Um Dia de Cão (1975), e como Michael Corleone, em O Poderoso Chefão 2, (1974) estão em quarto e 20º lugar, respectivamente, no ranking das 100 Maiores Performances de Todos os Tempos da revista Premiere (2006).


Ópera - É seu estilo musical favorito. Essa influência pode ter vindo dos tempos antes da fama, quando Pacino trabalhou como lanterninha no Carnegie Hall.


Prêmio - Ganhou seu primeiro Oscar - Perfume de Mulher (1992) - 20 anos depois da primeira indicação - por O Poderoso Chefão (1972).


Queridinho - Foi eleito pelo apresentador Larry King um de seus entrevistados preferidos. Al Pacino esteve no programa Larry King Live em novembro de 1996.


Recusa - Na lista de filmes que ele se recusou a participar constam Kramer vs. Kramer, Nascido em 4 de Julho, Apocalypse Now, Uma Linda Mulher e Star Wars (como Han Solo).


Sucesso - Al Pacino foi várias vezes recusado nos testes para o papel de Michael Corleone em O Poderoso Chefão (1972). Mas Coppola lutou para tê-lo no elenco, mesmo sabendo que ambos corriam o risco de fazer algo que podia não dar certo. Ironicamente, o filme rendeu fama aos dois em Hollywood.


Teatro - Ganhou dois Tony Awards: em 1969, por Does a Tiger Wear a Necktie? e, em 1977, por The Basic Training of Pavlo Hummel. Quando foi estrelou The Resistable Rise of Arturo Ui, a produção cobrou o ingresso mais caro da história da off-Broadway: US$ 100.


Únicos - Al Pacino, Jaime Foxx e Barry Fitzgerald são os únicos atores a terem sido indicados ao Oscar de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante no mesmo ano. Pacino foi indicado em 1993 por Perfume de Mulher - pelo qual ganhou a estatueta de Melhor Ator - e por O Sucesso a Qualquer Preço, em que fez o papel de um cego.


Voz - Para proteger a voz, já rouca por natureza, ele parou de fumar dois maços de cigarro por dia em 1994. Atualmente, quando dá vontade de fumar, o ator recorre a cigarros de ervas.




Xadrez - O ator já foi preso em janeiro de 1961 por porte ilegal de arma.


Zoom - Em 2000, os garçons do restaurante Le Dome, em Los Angeles, flagraram Pacino sentado em cima de Elizabeth Taylor, deitada de bruços no chão, massageando suas costas, na sala vip do lugar. O ator foi logo avisando que se tratava apenas de uma inocente e relaxante massagem.


FONTE

2 comentários:

M. disse...

Aaaaaaaaaameeeeeeeeeeeeeeeeei!!!!! Al Pacino de A a Z só você mesmo! Muito charme, beleza na juventude e uma carreira impressionante. Al Pacino, um grande ator.

Anônimo disse...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!

Related Posts with Thumbnails