Seguidores

9.10.09

O maior filme infantil de todos os tempos

Curiosidades:

* O livro saiu pela primeira vez em 1900, sob o título de "O maravilhoso mágico de Oz". Três anos depois ganhou várias continuações.

* Cinco estúdios lutaram pelos direitos de O mágico de Oz, livro escrito por L. Frank Baum. Não havia muitas dúvidas que a MGM levaria a melhor na disputa.

* Essa não foi a primeira filmagem. Em 1925 foi realizado um longa metragem dirigido por Larry semon (fazendo o Espantalho), e que tinha Dorothy Dwan como a Dotothy e Oliver Hardy (O futuro Gordo da dupla O gordo e o magro) no papel do Homem de Lata.

* Para os papéis dos habitantes da cidade de Munchkinland foram contratados 350 anões, que foram encontrados por um especialista.

* O papel da bruxa inicialmente iria para Galé Sondergaard, que fez diversos testes, mas quem acabou faturando foi a desconhecida Margaret Hamilton.

* Foi discutida a possibilidade de contratar Shirley Temple para o papel, mas ela sairia muito cara para o papel. Deanna Durbin também foi sondada, mas como estava em outro estúdio (Universal), a MGM desistiu, pois não queria divulgar uma estrela de outro estúdio. Coube a Judy o papel principal.

* O Mágico de Oz foi produzido com o que havia de mais moderno na época: tecnicolor. Mas para não ficar tão caro, foi decidido que as partes do Kansas seriam feitas em P&B.

* Nos primeiros testes de roupas, Dorothy aparecia de cachinhos dourados. Quando o diretor a viu, arrancou a peruca, tirou a maquiagem dela, escolheu também um vestido mais simples. Estava pronta.

* O ambiente era bem hostil para Judy, uma atriz iniciante, que ganhava o papel principal: Bolger e Haley gostavam dela, mas tinham medo que ela ofuscasse suas aparições. Mas ela estava sempre gentil e educada, tratando a todos por senhor.

* Judy tinha 16 anos quando o filme foi realizado, e usou um espartilho bem apertado, que tentava esconder os sinais de uma adolescência, afinal a Dorothy deveria ter 10 anos.

* Custo final da produção: U$ 2.777.080,00. Tornou-se o terceiro filme mais caro da MGM, ficando só atrás de Bem Hur e Terra dos deuses.

* A pré-estréia ocorreu em junho, em San Bernadino. Foi lá que foi decidido que duas canções seriam cortadas: “The jitterbug” e “Over the rainbow”. Na última hora foi decidido que “Over the rainbow” ficaria. Com relação a “The jitterbug”, ainda restam fragmentos gravados numa câmera caseira, e quem viu diz que ela não se encaixava direito no filme.

* Judy ganhou um Oscar especial por seu trabalho no filme, concedido às estrelas jovens.

3 comentários:

Sônia disse...

É um dos melhores filmes que eu indico para esta garotada de hoje em dia que sem muita opção na Televisão asssistem aos desenhos violentos ou de super-heróis. "O Mágico de Oz" é um filme ingênuo, agradável e divertido. É um filme nota 10.

Sônia disse...

Carlinha. Peço humildemente uma matéria com o ator Bud Spencer. Eu assistia muito ele na décade de 80 na televisão quando ele trabalhava com o ator Terence Hill. O Bud merece estar no seu blog. Feliz dia 12 de outubro . Vc merece.

M. disse...

É esse filme é o tudo do cinema. Hollywood teve e tem grandes produções, mas o Mágico de Oz é inesquecível. Interessantíssimas todas essas curiosidades. E o papel tinha que ser para Judy Garland ela imortalizou essa bela personagem e fez de "Over the rainbow" um hino dessa produção.

Related Posts with Thumbnails