Seguidores

15.11.09

Baby snooks

Sabe, devia ser um espetáculo assistir a um show de Ziegfeld Follies. Mulheres bonitas, glamour, coreografias elaboradas, e visuais como este:

Follies1650

259329833_c9da7cc479

Até que chegou Fanny Brice:

fanny_brice

E deu um fôlego novo à coisa que já tinha ficado tão suntuosa que parecia não ter mais para onde ir. Funny foi retratada na biografia (não tão biografia assim) “Funny Lady” e “Funny Girl”, interpretada por Barbra Streisant. Mas quem foi a verdadeira Fanny?

21682-004

Fania Borach, judia, nascida em Nova York e filha de donos de um Salloon, deixou a escola para trabalhar em um teatro e logo foi descoberta por Florenz Ziegfeld, que levou-a a trabalhar em seus elaborados espetáculos. A associação foi tão boa que durou mais de vinte anos. Casou-se ainda jovem e teve dois filhos. Seu marido teve problemas com a justiça e foi preso. Ao sair, o casal se divorciou, após Fanny gastar rios de dinheiro para tira-lo da cadeia. Casaria-se mais duas vezes. Enfim.

Vidas à parte, o maior sucesso de Fanny foi mesmo ter criado a “baby snooks” em um programa de rádio, e se tornou seu maior sucesso. Foi vestida assim que apareceu no filme, ao lado de uma jovencita Judy Garland cantando “Why? Because!” em “Everybody sing” (1938). Procurei o trecho, que é fofíssimo, mas infelizmente só encontrei uma foto e música, mas dá para vocês terem uma casquinha de como é a cena:

 

Fanny se apresentava com o figurino da bebê snooks em seu programa de rádio. Morreu aos 59 anos de um ataque cardíaco. Eternizou-se.

 

vc49

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails