Seguidores

21.12.09

As duplas mais populares do cinema

10. Bud Spencer e Terence Hill

terence_hill_bud_spencer

Ok filhotes da eterna Sessão da Tarde. Essa dupla batia ponto nos idos dos anos 80 sempre à tarde dos sábados. Bud foi um campeão de natação que estreou nas telas no clássico Quo Vadis. Mas só foi mesmo observado quando estrelou ao lado de Terence “Meu Nome é Trinity”, em 1971. Terence estreou no também famoso “O Leopardo”, de Visconti.

Foram 19 filmes juntos, em que eles estavam sempre metidos em confusões. Enquanto Terence fazia o boa pinta bem humorado, Bud arrematava os inimigos com tapas e bordoadas.

 

09. Abboutt e Costello

BudAbbottandLouCostello

Abbott e Costello fizeram sucesso no rádio, cinema e posteriormente na televisão. Antes de se unir a Costello, Abbott trabalhou ao lado de comediantes como  Harry Steppe e Harry Evanson. Costello iniciou no cinema mudo ao lado da dupla “Laurel e Hardy” (O Gordo e o Magro).

Os dois apareceram juntos em um programa de rádio, onde continuaram por 2 anos. Em 1940 veio o primeiro contrato com a Universal, que rendeu nada menos do que 30 filmes em 16 anos. Na década de 50 estrearam com sucesso na televisão, com o show “The Abbott and Costello Show”.

 

08. Jack Lemmon e Walter Matthau

Jack-Lemmon-and-Walter-Matthau-Photograph-C10042127

Lemmon formou-se em Ciências políticas em Harvard (!!), mas após a Segunda Guerra resolveu seguir a carreira de ator.

Matthau iniciou no teatro, e partiu para o cinema, onde ficou conhecido por papéis em comédias leves, muitas das quais estreladas ao lado de Lemmon.

A dupla apareceu junta pela primeira vez em “Uma loura por um milhão”, de Billy Wilder. Depois disso foram mais nove filmes.

 

07. Oscarito e Grande Otelo

matar_ou_correr_old

Nós também temos nossos representantes, claro.

O mineirinho Grande Otelo (apelido dado justamente quando atuava em uma peça e colegas apelidaram ele de pequeno Otelo) fez sucesso primeiro no teatro, para depois partir para as telas. Oscarito nasceu numa família circense, e daí para as telas foi um pulo.

Oscarito e Grande Otelo estrearam juntos em Noites Cariocas (1936), e a partir daí tornaram-se um dos maiores trunfos do nosso cinema tupiniquim. Foram mais de 10 filmes juntos.


06. John Ford e John Wayne

ford_full

Essa vai para os fãs de westerns. Como lembrar de John Wayne e esquecer que ele e John Ford fizeram juntos 24 filmes?

Bom, John Ford não era conhecido como a mais simpática das criaturas. Aliás, era mais conhecido pelas maneiras nada sutis de humilhá-los sempre que podia. Mas o inverso acontecia: eles corriam para atuar sob sua direção, pois o diretor tirava o melhor deles. A dupla com Wayne iniciou em “No tempo das diligências” (1939) e o que se seguiu foi uma grande amizade que nem as divergências políticas aplacou.

 

05. Ginger Rogers e Fred Astaire

tumblr_kt7n3mGCn61qaqvheo1_400

Ginger odiava Astaire. Isso porque o dançarino era perfeccionista ao extremo, ensaiando por dia, e por vezes semanas (!!!) os mesmos passos. Mas nada como o sucesso para calar a boca da mágoa, não é verdade?

Foram 10 filmes juntos. Filmes que revolucionaram os musicais. Destes, 9 foram feitos em um período de 06 anos. Após 10 anos separados, voltaram para uma despedida em “Ciúme, sinal de amor” (1949).

 

04. Charles Chaplin e Eric Campbell

bfi-00m-srf

A primeira dupla de opostos que o cinema já conheceu. Eric só não foi maior (e não falo de altura) por causa do ego de Chaplin, que sempre o deixava como escada para suas performances. Após trabalhar em algumas produções da Broadway, Eric foi chamado por Chaplin para estrelar ao seu lado comédias da Mutual. Foram 08 produções em 2 anos.

A dupla foi interrompida pela morte trágica de Eric, em um acidente automobilístico.

 

03. Spencer Tracy e Katharine Hepburn

hepburntracy2

Unidos na vida e na arte, Spencer Tracy e Kath Hepburn estiveram juntos em tela 09 vezes. A química entre os dois era tão grande que ultrapassou os limites do profissionalismo e eles tiveram um romance até a morte dele. Foram comédias, dramas e westers juntos. A despedida foi em “Adivinhe quem vem para o jantar”, com Spencer já doente.

 

02. Dean Martin e Jerry Lewis

19fact.1.400

Dean era um cantor romântico e charmoso. Jerry sempre esteve ligado à comédia. O que fazer quando uma dupla de opostos se atraem?

Eles estrearam juntos fazendo um show para tapar um buraco, depois que um dos astros faltou. A platéia delirou, e logo eram sucesso de crítica e público. Não demorou para surgir um convite para estrelarem um filme. Sucesso imediato. Depois de 17 filmes juntos, a dupla se separou definitivamente nos palcos e na vida.

 

01. Stan Laurel e Oliver Hardy

laurel-stan-oliver-hardy

Sozinhos eles eram apenas dois atores destinados ao limbo. Juntos eram imbatíveis. Stan Laurel trabalhou ao lado de Charles Chaplin  na companhia de teatro de Fred Karno. Ele substituía Chaplin quando este não podia ir a um espetáculo. Veio aos EUA com ele, e também ficou. Oliver cantava desde criança e pensou em ser advogado. Seus primeiros papéis foi como vilão (!!!!).

O primeiro filme juntos veio em 1921 em “Lucky Dog”. Após um hiato de 5 anos, voltaram com tudo juntos e a partir daí se tornaram a maior dupla do cinema. Só em um ano chegaram a filmar 13 comédias de sucesso. A dupla não teve problemas em ultrapassar os limites do cinema falado e continuaram fazendo sucesso por muito tempo. Foram 99 filmes juntos.

3 comentários:

Júnia L. disse...

De todas essas maravilhosas duplas Ginger Rogers e Fred Astaire sempre foi a minha predileta.
Perfeita sintonia!!!

obs: desculpe o sumiço ando cansada e meio entediada...

bjim

Magda Miranda disse...

A parceria no Cinema também rendeu bons frutos e lucros. Muito bom esse post.

Sônia disse...

Carlinha
O Bud Spencer e o Terence Hill marcaram a minha infância. Dava muita gargalhada assistindo aos filmes deles na sessão da Tarde. Uma pena que não passem mais os filmes desta dupla na TV.

Related Posts with Thumbnails