Seguidores

7.3.10

Elia Kazan e seu Oscar controverso

Elia Kazan foi um dos maiores realizadores de Hollywood. Contra fatos não há argumentos, já diz aquela frase mais do que batida. São dele os filmes Vidas Amargas (1954), Viva Zapata (1953), Um Bonde Chamado Desejo (1951), Sindicato dos Ladrões (1954) e Clamor do Sexo (1961), dentre outros.

kazan1

Mas Kazan foi sumariamente excluído do meio quando (dizem) entregou amigos para o senador McCarthy, durante a “caça às bruxas”, ou melhor, aos comunistas. Bom, antes de tudo, Kazan foi membro atio do Partido Comunista durante dois anos. Logo se afastou. E nos anos 50 só havia duas possibilidades para quem era suspeito de ser comunista: Ou entregar os amigos ou ser impedido de trabalhar. Kazan escolheu entregar os amigos.

kazan2

Desde então se tornou uma persona non grata no meio. Em 1999 foi homenageado pela Academia. Um dos momentos mais constrangedores do meio. Aos 89 anos o ator seguiu para receber o prêmio, sendo aplaudido timidamente por alguns, e totalmente ignorado por outros. Dentre os que fizeram questão de demonstrar seu desagrado por ele estavam Nick Nolte e Ed Harris. Dentre os que o apoiaram estavam Martin Scorsese, Meryl Streep, Robert De Niro, Warren Beatty.

Vejam o momento:

5 comentários:

Júnia L. disse...

Questão política é algo extremamente complicada. Eu acho que Kazan merece o Oscar, pois fez um grande trabalho para sétima arte.
O Marcatismo foi m período de intensa patrulha anticomunista nos Estados Unidos que durou do fim da década de 1940 até meados da década de 1950. Foi uma época em que o medo do Comunismo e da sua influência em instituições norte-americanas tornou-se exacerbado, juntamente ao medo de ações de espionagem promovidas pela União Soviética. Acho que qualquer pessoa com medo faria o que ele fez, portanto não o julgo.


bjo

obs: pode pegar o que interssar no Vintage

Magda Miranda disse...

Quando leio sobre Elia Kazan só me vem à mente dois maravilhosos atores que atuaram em seus filmes: James Dean e Marlon Brando.

SÔNIA disse...

Que polêmico isto. Talvez tenha o ano mais quente da premiação do oscar. É tudo sempre tão certinho...que este acontecimento do Elia Kazan ter sido vaiado entrou para a história do Oscar.

Carlinha. Não esquece do Leslie Nielsen. Sei que é díficil ahar algo sobre ele.

Um beijo.

SÔNIA disse...

Eu aho que um dos melhores filmes que eu vi que ele dirigiu foi " A luz é para todos". Ótimo filme.

Carla Marinho disse...

ok Soninha. Vou preparar essa semana. beijao!

Related Posts with Thumbnails