Seguidores

21.3.10

Serge Gainsbourg, J’Taime

 

0stories20060914-gainsbourg.jpg

Dizem que os franceses são os melhores amantes do mundo. Serge Ginsburg tinha fama de ser um deles. Brigitte Bardot e Jane Birkin e tantas outras, colhidas durante anos, estão ainda aí para dizer a verdade. Era não era bonito. Aliás, era feíssimo. Mas chocou toda uma geração com declarações e músicas explicitamente sexuais e com um toque de morbidez. E despertava, com isso, a curiosidade de tantas outras…

Seu nome verdadeiro era Lucien Ginsburg, nasceu na França em 2 de abril de 1928. Sua família era judia e sofreu numa França tomada pelos nazistas. Aos 30 anos, ganhava a vida tocando piano em bares, e também pintava. Suas músicas foram inicialmente influenciadas por Boris Vian. Em 1968 teve um curto, porém intenso romance com Brigitte Bardot, a quem dedicou a canção e o álbum "Initials BB". Com ela também ele chegou a gravar inicialmente sua música de maior sucesso: "J'Taime".

http://static.rateyourmusic.com/lk/f/a/d57ac2014a484908e9fd6da4a6984da4/1049090.jpg

 

No ano seguinte ele regravou com sua nova musa, a também cantora Jane Burkin, com quem ele se casou, e entre idas e vindas tornaria-se sua musa maior. Talvez você não saiba quem é Serge, mas a música você conhece...

http://dcairns.files.wordpress.com/2009/03/sergegainsbourgandjanebirkininsloga.jpg

"J'Taime" mostra explicitamente um orgasmo feminino. A música chegou a ser proibida em diversos países e o Vaticano (sempre ele) fez uma declaração pública citando a música como ofensiva. Apesar disso, a música sobreviveu e virou tema de amantes em todo o mundo.

 

Outra música que causou escândalo foi "Les Sucettes". Serge escreveu a letra de duplo sentido, e a cantora teria gravado ela aparentemente inconsciente. A letra falava sobre uma menina que apreciava pirulitos...

 

Mas talvez sua música mais excêntrica seja "Lemon Incest", que ele gravou na década de 80, ao lado de sua filha Charlotte, fruto de seu relacionamento com Jane.

 

Serge também é conhecido por suas trilhas sonoras para mais de 40 filmes. Também dirigiu os filmes Je t'aime ...  moi non plus , Équateur , Charlotte For Ever and Stan The Flasher . moi non plus, Équateur, Charlotte For Ever e The Stan Flasher.

Jane Birkin, Serge Gainsbourg, Charlotte Gainsbourg et Kate Barry

Gainsbourg morreu em 2 de março de 1991, de ataque cardíaco. Devido aos abusos cometidos a si mesmo, pois era viciado na mesma medida em cigarros, álcool, mulheres, já vinha definhando há alguns anos. Seu funeral dividiu opiniões. O presidente Fraçois Mitterrand declarou que ele foi um Baudelaire, elevando a canção ao nível da arte". Sua casa na Rue de Verneuil ainda está coberta de pichações e poemas. Com a morte veio a lenda. Suas músicas que passaram pelo reggae, pop, mambo, baladas, jazz, africana, bossa nova e rock and roll influenciaram artistas e toda uma geração.

2 comentários:

M. disse...

Ele era feinho, mas entendia das coisas. Tinha o famoso borogodó.

Quim Ho disse...

"Aliás, era feíssimo." Meu conceito de beleza se baseia não na forma, mas em resultados. Para mim, eficiência é beleza. E se ele pegou Bardot e Birkin, então não são suas orelhas (eficazes) compensadoras de perdas auditivas em idade provecta ou seu nariz (eficaz) adaptado para filtrar o ar poeirento das estepes em que seus antepassados viviam que o desabonará! Assim tenho que admitir, o cara era bonito!

Related Posts with Thumbnails